Autos e Motos - Roberto Nunes

De colecionador de miniaturas até lançar seu livro Novecentos e Dezessete 917

Os carrinhos surgem como paixão no cotidiano de qualquer criança. Brincar é a diversão até o dia que a meninada encontra um carrinho bem feito e de escalas variadas das marcas Matchbox, Maisto, M2 Machines e Hot Wheels, a mais famosa fabricante de miniaturas de carros. Radicado em Curitiba, o baiano Tell Araújo entrou no mundo dos carros por meio das miniaturas. Hoje é um especialista nos modelos Porsche e lançou no ano passado o livro Novecentos e Dezessete 917, publicação que traz relatos sobre o esportivo 917, modelo que completou em 2019 seus 50 anos.

A história de Tell Araújo no mundo dos automóveis começou cedo. Numa tarde decidiu passear em um dos shoppings de Salvador e se deparou com uma exposição de colecionadores de miniaturas de carros. Seus olhos brilharam e Tell percebeu que não era o único que gostava dos carrinhos. Conversou com alguns dos colecionadores (Moacy Neves, Roberto Rodriguez, Emerson Jambeiro) e, meses depois, entrou no grupo Miniaturas Bahia, transformando-se em um dos mais ativos integrantes.

Tell sempre foi apaixonado por automobilismo e não perdia uma corrida da Fórmula 1 nos bons tempos de Ayrton Senna, o nosso eterno campeão e um dos mais completos pilotos de pista do mundo. “Via tudo com meu pai. Já na minha juventude e depois de encontrar a turma das miniaturas, a minha paixão pelas corridas de carros e pelos superesportivos já era um hobby e foi ficando cada vez mais sério”, brinca ele, que hoje sonha ter um Porsche estacionado na sua garagem e cuida com enorme cuidado de pelo menos 500 unidades de carrinhos Porsche na sua vasta coleção de miniaturas iniciada por volta de 2005.

Leitor de fichas técnicas, catálogos de automóveis e de livros sobre esportivos e carros da marca alemã Porsche, Tell Araújo encontrava dificuldades para saciar sua “fome” de informações sobre a história dos carros. .

Em 2016 o baiano conquistou novos caminhos e foi morar em Curitiba, cidade com clima e estilo totalmente diferentes da capital baiana. Mas lá ele percebeu que a cultura do automóvel era bem forte e a cena do automobilismo acontecia nas corridas no Autódromo Internacional de Curitiba. Ele conta ainda que, ao chegar na capital paranaense, teve que cuidar da saúde, ficando internado por um período na UTI de um hospital. “Meu tratamento foi longo e tive a boa ideia de escrever um livro sobre meu tema predileto, a Porsche”, conta.

A ideia do livro ganhou fôlego com as boas recordações de uma viagem para a Alemanha, a terra da Porsche. “Em 2015 realizei o sonho de ir a Stuttgart e visitei a cidade de Le Mans também, onde tem a prova mais disputada do automobilismo. Um sonho realizado, né?”, brinca ele, que aprofundou ainda mais seus conhecimentos da língua alemã.

Ao longo dos últimos cinco anos, Tell reforçou suas atividades no ramo da consultoria no segmento automotivo e hoje exerce funções de consultor especializado na venda e nos serviços de carros esportivos, principalmente Porsche. Entre os anos de 2017 e 2018, no período do tratamento de saúde, o baiano levantou histórias sobre o esportivo Porsche 917. Lançado no ano passado, o livro elenca 917 histórias e fatos da trajetória vitoriosa do esportivo da Porsche nas pistas desde 1969. “Ferdinand Piëch, neto de Ferdinand Porsche, e idealizador do Porsche 917, quando perguntado sobre o lançamento do modelo falou: O maior risco da minha vida, e talvez seja esse o meu pensamento agora, mas qual é mesmo o motivo de não arriscar?”, relata o jovem escritor.

Confira a entrevista com Tell Araújo:

Autos e Motos – . Como surgiu sua paixão por miniaturas de carro?

Tell Araújo – Vem da infância, dos carrinhos de metal que tanto brinquei, passaram por meu irmão mais novo, e guardei com carinho. Mas foi quando descobri que existiam outros colecionadores ‘profissionais’, que participavam de encontros e eventos, e então me descobri colecionador de verdade.

Autos e Motos – Por gostar de Porsche naturalmente você começou a comprar mais modelos Porsche?
Tell Araújo – Sim. Já admirava os modelos da Porsche desde criança, na adolescência já buscava revistas e filmes com referencias da marca, e quando descobri o mundo das miniaturas, fui buscando os modelos que já conhecia e outros tantos da marca que passei a conhecer.

Autos e Motos –  Quais são os estilos da sua coleção de miniaturas de carro?
Tell Araújo – Hoje tenho miniaturas de várias escalas, dos 1/87 aos 1/18, algumas marcas e modelos, mas tenho focado nos Porsches da escala 1/43, pela variedade de modelos, lançamentos, e apesar dos valores atuais, ainda é uma escala mais acessível.

Autos e Motos – Imagino que sua paixão pelo automóvel é desde pequeno. O que mais você gostava e que hoje ainda tem adoração no mundo do automóvel?
Tell Araújo – Certamente os carros de corrida, as competições. Pois quem foi criança no final da década de 80 se moldou pelas míticas provas de F1 do Ayrton Senna, e foi assim, assistindo essas corridas com meu pai, que nasceu a curiosidade que virou paixão que dura até hoje.

Autos e Motos – Porsche é o máximo. E os carros importados? Além da Porsche, há outras marcas que admira?
Tell Araújo –  Com certeza. Por gostar bastante de carros de competições, admiro modelos em especifico, Ford GT e Viper, e marca, historicamente, gosto da Mercedes-Benz, desde os ‘flechas de pratas’ dos anos 30, até os DTM e GT.

Autos e Motos – Você esteve na Alemanha. Conte suas experiências na terra da Porsche?
Tell Araújo – Mesmo tendo sido uma viagem planejada e muito aguardada, quando se chega lá, realizando um sonho, é tudo muito surreal. A se iniciar pela estrutura do país, moldes e costumes, que já impacta. Mas o intuito era ir ao Museu da Porsche, e fui dois dias seguidos. No primeiro dia fiz todo o passeio guiado e aproveitei as áreas interativas. O segundo dia foi das fotos, curtir o restaurante no museu, que é um destaque à parte, e claro, na lojinha de souvenir e miniaturas. Na época minha comunicação foi básica e em inglês, mas a partir daí veio o interesse em aprender o alemão, língua que comecei a estudar menos de um ano depois e hoje concluí o curso para voltar me comunicando na língua nativa.

Autos e Motos – Daí surgiu o seu livro sobre o esportivo 917?
Tell Araújo – A ideia do livro Novecentos e Dezessete 917 veio dois anos e meio depois da viagem à Alemanha. Foi durante um isolamento forçado em decorrência de um problema de saúde que tive a ideia de começar a registrar todas as informações que estavam em anotações simples ou na memória. A escolha do tema foi fácil, o Porsche que mais admiro, considerado o maior carro de corrida da história, o Porsche 917, e logo me veio o formato de tópicos cronológicos, desde a concepção do modelo até os dias de hoje, passando por dados históricos, técnicos e curiosidades.

Autos e Motos –  Qual é o automóvel que você gostaria de ter na sua garagem?
Tell Araújo – Acho que todos imaginariam eu falar um Porsche 917, mas certamente esse ficaria na sala de casa. Na garagem, para usar, como se deve, um Porsche 993 Turbo, o último refrigerado a ar.

Autos e Motos – E a miniatura que você jamais vai vender?
Tell Araújo – Essa sim um 917; edição especial dos 40 anos do filme 24hs de LeMans da marca AutoArt na escala 1:18, Porsche 917KH 1970 Gulf Racing #20.

Porsche 917

O que é: Livro Novecentos e Dezessete 917

Quanto: R$ 40

Deixe uma resposta