Esporte

Do SuperBike: Piloto iguaçuense, Márcio Bortolini, traz mais dois troféus para casa

 

Bortolini que correu pela equipe TecFil Racing ficou com a primeira posição na Pró Estreante. A segunda posição ficou com Irineu Trudes Jr Juninho (#72), da equipe Viana Racing, que terminou a corrida à frente de Osvaldo Jorge Filho Duende (#55), da Duende e Senra Racing, em terceiro, e Christian Cerciari (#83), da Cerciari Racing School, em quarto. Com este resultado, Cerciari é o campeão da Pro Estreante. Já a quinta colocação ficou com Alessandro Ferraz (#66), da Qatar. 

“Não pude participar dos treinos de quinta e sexta-feira por conta de compromissos de trabalho, só entrei na pista no sábado, com grande desvantagem e não fiz bons treinos classificatórios. Consegui a última vaga para a Superpole (que reúne apenas os 10 mais rápidos) e felizmente fiz uma boa volta e consegui a sexta posição na geral, e primeira da minha categoria”, contou. 

Maluca

No domingo a corrida foi descritas pelos pilotos como “corrida maluca”. Todas as motos já estavam alinhadas no grid de largada quando começou a chover forte. A organização da prova adiou o início em 30 minutos para que os pilotos pudessem trocar os pneus para modelos de chuva. A corrida iniciou sem chuva, mas com a pista muito molhada, após algumas voltas a pista estava secando e um trilho seco já podia ser visto. “O problema da pista nessas condições é que ao secar os pneus de chuva literalmente são destruídos, devido ao superaquecimento, eu já havia largado com pneus velhos e quando meu pneu traseiro estava quase no final uma chuva torrencial começou a cair sobre a pista”, relatou o piloto.

O piloto iguaçuense largou bem. De 6º na geral pulou para 2º já na primeira curva. Aos poucos foi ultrapassando e acabou em 4º na colocação geral e 1º na categoria dele. “Fiquei muito contente com minha participação, foi a primeira corrida no Superbike Brasil, consegui ser o mais rápido tanto no seco quanto na chuva, o que é muito bom. Subir no pódio da categoria pró foi um resultado excelente.”

 

Moto Mil

Depois de anos sem disputar nenhuma prova importante, por falta de patrocínio, o piloto iguaçuense decidiu voltar às pistas em 2015 e disputar o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, na categoria 600 EVO. 

Logo em sua primeira prova, na 2ª etapa da temporada, em Cascavel, como diz na gíria automobilística ele fez barba, cabelo e bigode. Márcio foi o melhor entre os 15 pilotos nos treino; fez a pole, esteve primeiro nas 20 voltas do circuito – considerado um dos mais rápidos do Brasil -, e venceu a prova.

Ao longo das outras seis provas que participou, Bortolini conquistou outros dois pódios. Em julho, em Campo Grande, chegou em terceiro lugar e na sexta etapa, em Goiânia, ele repetiu o feito assim como em Curitiba.

Em três etapas, o piloto iguaçuense liderava as corridas, mas por problemas na moto, abandonou as pistas.

O piloto iguaçuense conta com o apoio da Itamed, Revista Sobre Rodas, Dumond Xtreme Sports, Mídia Comunicação Visual, Márcio Pinturas, Disarsz Motopeças, Secretaria de Esportes e Prefeitura de Foz do Iguaçu.

 

Deixe uma resposta