Lançamentos

GM do Brasil completa 92 anos com inauguração do maior sistema solar da indústria

A General Motors comemora nesta quinta-feira, dia 26 de janeiro, 92 anos de atividades no Brasil. Para marcar a data, a GMB inaugura o maior sistema solar da indústria automotiva. São 560 metros quadrados instalados no telhado da fábrica em São Caetano do Sul, para fornecer água quente aos chuveiros do vestiário da fábrica, o equivalente a abastecer o consumo diário de 900 casas.

O sistema conta com 280 placas solares e sistemas de bomba de calor, com capacidade para abastecer 300 chuveiros, eliminando a necessidade de uso de vapor e evitando o consumo de gás natural. Essas e outras ações no campo da sustentabilidade e o apoio a projetos sociais sempre estiveram presentes no histórico da empresa nessas últimas nove décadas, especialmente nos últimos anos e cada vez mais no futuro.

Recentemente, sob a marca Chevrolet, a GM lançou o sistema ECO, um amplo pacote de evoluções mecânicas com foco na eficiência energética dos carros. Esse conjunto inclui uma nova geração de motores (1.0 e 1.4) e de transmissões, manual e automática – ambas de seis marchas a partir de então. Com isso, o veículo passa a ostentar nota máxima em eficiência energética pelo Inmetro e o selo verde do Conpet. As evoluções na eficiência energética dos modelos Chevrolet chegaram em até 31% com o Chevrolet Cruze.

Além disso, a subsidiária brasileira desenvolve atualmente modelos com índice de melhoria energética de 12%, recuperabilidade superior a 99% e de reciclabilidade acima de 85% como no caso da S10. O trabalho contínuo de melhoria nos processos ainda fez a empresa reduzir, nos últimos anos, 53% de 2003 a 2016 do consumo de energia elétrica e 73% de 2003 a 2016 de água para produzir um carro. Além disso, 98,5% dos resíduos produzidos como borra de tinta, óleo, metal, plástico, pneus e baterias são reciclados.

No Brasil, a GM já conta com três fábricas certificadas de acordo com a ISO 50.001, a norma de gestão de energia, sendo a fábrica de São Caetano do Sul a mais recente a receber a certificação em janeiro de 2017.

A GM do Brasil, tem em Joinville (SC) uma das fábricas mais sustentáveis do mundo. A unidade foi a primeira a implantar um conjunto de sistemas pioneiros na área de eficiência energética e proteção ao meio ambiente, com destaque para a energia fotovoltaica – gerada a partir da luz do sol, reciclagem de água industrial por meio de osmose reversa e tratamento inédito de efluentes e esgotos por meio de jardins filtrantes. Essas e outras tecnologias levaram a fábrica de Joinville a ser reconhecida com a certificação LEED Gold.

As iniciativas, que fazem dela uma fábrica sustentável, incluem processos que a tornam uma das primeiras do Brasil a ter 100% dos resíduos industriais reciclados (zero aterro). Pelo programa “Zero Aterro” todos os resíduos do processo produtivo serão reutilizados, reciclados ou coprocessados. Ao todo, a GM tem nove instalações zero aterro no Brasil, sendo cinco em São Caetano do Sul, duas em Gravataí, e as fábricas de Mogi das Cruzes e Joinville.

Já o Instituto GM completou 23 anos em novembro de 2016. Missão do IGM: Participamos e contribuímos para a melhoria das comunidades onde temos instalações industriais, proporcionando-lhes condições necessárias para o desenvolvimento pessoal e profissional, por meio dos pilares de Segurança, Desenvolvimento Econômico, STEM (Educação voltada para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática) e Voluntariado.

Um exemplo de uma inciativa do IGM é a Fábrica de cabides. Programa que permite aos jovens terem uma visão sobre o empreendedorismo, conhecendo o funcionamento básico de diversas áreas de uma miniempresa, neste caso uma fábrica de cabides. O processo abrange desde a criação até a venda do produto. Atualmente o programa prioriza filhos de empregados da GMB.

Chevrolet é líder de mercado em 2016

Entre os marcos celebrados esse ano estão a liderança de mercado da Chevrolet em 2016, o Onix como o carro mais vendido de 2016 e a marca de produção de 15 milhões de carros feitos no país.

Os 92 anos de atividades foram marcados pela liderança do Chevrolet Onix como o carro mais vendido de 2016, com 147.292 mil unidades emplacadas. Ao todo, já são mais de 570 mil comercializados.

Antes do Onix, outros dois Chevrolet alcançaram o posto de carro preferido dos brasileiros: o Monza e o Chevette. Sendo o Monza até hoje o único sedã médio a ser tricampeão (1986, 1985 e 1984). Já o Chevette ganhou o título em 1983. Na história da indústria automotiva nacional, a Chevrolet é a primeira marca a colocar três diferentes carros no posto mais alto do ranking.

O momento ainda coincide com a Chevrolet ser por 15 meses consecutivos líder de vendas do mercado brasileiro, com 345.916 mil veículos negociados.

Além disso, também vale lembrar que as vendas globais da General Motors cresceram pelo quarto ano consecutivo, fechando 2016 com a comercialização de 9,9 milhões de veículos. E também tivemos um resultado expressivo na América do Sul, onde encerramos 2016 com 583,598 mil veículos vendidos e mantivemos a liderança de mercado alcançada desde 2001. Outro destaque na região foi o Onix, produzido no Complexo Industrial de Gravataí, ser o modelo mais vendido na região com mais de 138 mil unidades em 2015 e 175 mil em 2016. O Brasil segue como o terceiro maior mercado da empresa no mundo, depois de China e Estados Unidos.

Chevrolet tem a linha mais completa do país

A Chevrolet completa mais de nove décadas de operação com a mais completa linha de automóveis do país. Ao todo são 13 modelos dos mais variados segmentos, desde o Onix Joy 1.0, o mais acessível, até o superesportivo Camaro com motor 6.2 V8 de 461 cavalos; 0 a 100 km/h agora é feito em apenas 4,2 segundos. A picape S10 é o veículo com maior número de configurações: são 133 possibilidades de combinações, entre versões de acabamento, tipo de carroceria, motorização e cor externa.

Já o Spin é recordista em tamanho do porta-malas com 710 litros e na preferência dos consumidores de monovolumes, enquanto o Cobalt teve a carroceria praticamente toda redesenhada e traz agora linhas mais expressivas e dinâmicas, em sintonia com a nova linguagem global de design da marca.

História da GM no Brasil

Desde a montagem do primeiro Chevrolet em um galpão no bairro paulistano do Ipiranga, em 1925, até o início de janeiro 15 milhões de veículos GM foram produzidos no país.

O primeiro carro nacional de passeio da Chevrolet foi o Opala, apresentado em 1968. Outros modelos de sucesso foram lançados posteriormente, como o Chevette, a D20, o Monza, o Kadett, o Corsa, o Vectra, o Omega e o Astra.

A GM chegou a produzir paralelamente outros tipos de produtos, como baterias, aparelhos de ar-condicionado e até geladeiras – as famosas Frigidaire. Mais de 2.000.000 delas foram feitas dos anos 50 aos 70.

Hoje, a companhia possui três complexos industriais de produção de veículos, motores e componentes: São Caetano do Sul (SP), São José dos Campos (SP) e Gravataí (RS). Conta ainda com unidades em Mogi das Cruzes (produção de componentes estampados e peças), Sorocaba (centro logístico) e Indaiatuba (campo de provas), todas no Estado de São Paulo, além de um Centro Tecnológico, em São Caetano do Sul (SP). A GM do Brasil também tem em Joinville (SC) linhas industriais de onde saem motores e cabeçotes de alumínio.

 

Deixe uma resposta