Variedades

Nesta sexta (8) tem Martinho da Vila na Feira do Livro 

Nesta sexta (8), uma das principais atrações da Feira Internacional do Livro de Foz do Iguaçu será um bate-papo e lançamento da obra “Conversas Cariocas” do cantor e compositor Martinho da Vila. O encontro com Martinho está marcado para as 21h, na arena literária. 

Mas até lá, a cada minuto ocorre uma série atividades. Afinal, até dia 17, serão mais de 200 atrações, incluindo recreação infantil, contação de histórias, lançamentos de obras, cinema, saraus e a Cozinha Literária, onde chefs preparam uma combinação de gastronomia e literatura. Nesta sexta-feira, haverá a contação da história de Ana Maria Machado, a homenageada do ano, “Menina bonita do laço de fita”. 

MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA

Era uma vez uma menina linda, linda.

Os olhos pareciam duas azeitonas pretas brilhantes, os cabelos enroladinhos e bem negros.

A pele era escura e lustrosa, que nem o pelo da pantera negra na chuva.

Ainda por cima, a mãe gostava de fazer trancinhas no cabelo dela e enfeitar com laços de fita coloridas.

Ela ficava parecendo uma princesa das terras da áfrica, ou uma fada do Reino do Luar.

E, havia um coelho bem branquinho, com olhos vermelhos e focinho nervoso sempre tremelicando. O coelho achava a menina a pessoa mais linda que ele tinha visto na vida.

E pensava:

– Ah, quando eu casar quero ter uma filha pretinha e linda que nem ela…

Por isso, um dia ele foi até a casa da menina e perguntou:

– Menina bonita do laço de fita, qual é o teu segredo para ser tão pretinha?

A menina não sabia, mas inventou:­

– Ah deve ser porque eu caí na tinta preta quando era pequenina…

O coelho saiu dali, procurou uma lata de tinta preta e tomou banho nela.

Ficou bem negro, todo contente. Mas aí veio uma chuva e lavou todo aquele pretume, ele ficou branco outra vez.

Então ele voltou lá na casa da menina e perguntou outra vez:

– Menina bonita do laço de fita, qual é o seu segredo para ser tão pretinha?

A menina não sabia, mas inventou:

– Ah, deve ser porque eu tomei muito café quando era pequenina.

O coelho saiu dali e tomou tanto café que perdeu o sono e passou a noite toda fazendo xixi.

Mas não ficou nada preto.

– Menina bonita do laço de fita, qual o teu segredo para ser tão pretinha?

A menina não sabia, mas inventou:­

– Ah, deve ser porque eu comi muita jabuticaba quando era pequenina.

O coelho saiu dali e se empanturrou de jabuticaba até ficar pesadão, sem conseguir sair do lugar. O máximo que conseguiu foi fazer muito cocozinho preto e redondo feito jabuticaba. Mas não ficou nada preto.

Então ele voltou lá na casa da menina e perguntou outra vez:

– Menina bonita do laço de fita, qual é teu segredo pra ser tão pretinha?

A menina não sabia e… Já ia inventando outra coisa, uma história de feijoada, quando a mãe dela que era uma mulata linda e risonha, resolveu se meter e disse:

– Artes de uma avó preta que ela tinha…

Aí o coelho, que era bobinho, mas nem tanto, viu que a mãe da menina devia estar mesmo dizendo a verdade, porque a gente se parece sempre é com os pais, os tios, os avós e até

com os parentes tortos.E se ele queria ter uma filha pretinha e linda que nem a menina,

tinha era que procurar uma coelha preta para casar.

Não precisou procurar muito. Logo encontrou uma coelhinha escura como a noite, que achava aquele coelho branco uma graça.

Foram namorando, casando e tiveram uma ninhada de filhotes, que coelho quando desanda

a ter filhote não para mais! Tinha coelhos de todas as cores: branco, branco malhado de preto, preto malhado de branco e até uma coelha bem pretinha.

Já se sabe, afilhada da tal menina bonita que morava na casa ao lado.

E quando a coelhinha saía de laço colorido no pescoço sempre encontrava alguém que perguntava:

– Coelha bonita do laço de fita, qual é o teu segredo para ser tão pretinha?

E ela respondia:

– Conselhos da mãe da minha madrinha…

 

Abertura

A abertura a maratona cultural foi por conta do cantor Zeca Balero que levou os fãs ao delírio e também com a presença de Ana Maria. 

Foto: Adilson Borges

A feira está montada numa área de 4 mil metros, no Complexo Bordin, na Avenida Juscelino Kubitscheck. O evento é organizado pela Fundação Cultural e tem o patrocínio da Itaipu. 

 

Confira a programação deste final de semana: 

DIA 08/09 (SEXTA-FEIRA) 

9h – Abertura da Feira

OFICINAS:

19h30 – Oficina de Contação de Histórias – UDC – Profa. Mestre Luciane Ferreira de Andrade Gomes

RECREAÇÃO:

9h

16h

19h

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA:

10h30 – Menina bonita do laço de fita – Aladir da Silva

17h30 – Menina bonita do laço de fita – Aladir da Silva

20h30 – Menina bonita do laço de fita – Aladir da Silva

PALESTRA

ESPAÇO LITERÁRIO I:

16h – Etiqueta Profissional: do currículo ao comportamento – Prof. Mestre Giuliano Derosso/UDC

MESA:

ESPAÇO LITERÁRIO I:

16h30 – Uma questão de identidade: discussão sobre os imigrantes no mundo de hoje

19h – 5000 Dias, o Brasil na era do Lulismo. Discussão sobre o momento atual – Ivan Seixas e Gilberto Maringoni

ESPAÇO LITERÁRIO II:

19h30 – Homo Lexicographus – Jaqueline Nahas

LANÇAMENTOS

ESTANDE DA FUNDAÇÃO CULTURAL DE FOZ DO IGUAÇU

09h30 – Portal da Cultura de Foz do Iguaçu

09h30 – Mapa da Cultura de Foz do Iguaçu

LANÇAMENTO 1 E 2

09h30 – Termo de Cooperação entre o PTI – Parque tecnológico de Itaipu e Fundação Cultural de Foz do Iguaçu

17h30 – Uma questão de identidade: discussão sobre os imigrantes no mundo de hoje

20h30 – 5000 Dias – O Brasil na era do Lulismo – Gilberto Maringoni

20h30 – Homo Lexicographus – Jaqueline Nahas

COZINHA LITERÁRIA

19h – Pratos da Região Trinacional – SENAC

SARAU/SHOW

ARENA LITERÁRIA:

21h – Martinho da Vila

22h – Encerramento da Feira

DIA 09/09 (SÁBADO)

09h – Abertura da Feira

OFICINAS:

16h – Fronteiras da Mediação de Leitura em Espaços Interculturais – Elisa Ines Christ Dill – Unila

19h – Oficina de RPG – Maias e Popol Vuh – Coletivo de trabalhadores da palavra aos que vierem depois de nós – Unila

RECREAÇÃO:

09h

19h

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA:

10h30 – O corpo seco do morro do bom brinquedo – Aladir da Silva

17h30 – Menina bonita do laço de fita – Aladir da Silva

20h30 – O corpo seco do morro do bom brinquedo – Aladir da Silva

CIRCO

ARENA LITERÁRIA:

16h – Circo do Luar

PALESTRA

ESPAÇO LITERÁRIO II:

15h – Síndrome do Imperador – Lilian Zolet

19h – Barbáries por um fio – Marcos Ziemann

ESPAÇO LITERÁRIO I:

19h – O que os muçulmanos ofereceram ao mundo – Sheikh Ahmad Mazloum

LANÇAMENTO

16h30 – Sindrome do Imperador – Lilian Zolet

20h30 – Quem tem medo de monólogo? – Luiz Silva (Cuti)

19h40 – Barbáries por um fio – Marcos Ziemann

20h – O que os muçulmanos ofereceram ao mundo – Sheikh Ahmad Mazloum – Centro Cultural Beneficente Islâmico Mesquita Branca

COZINHA LITERÁRIA

19h – Pizza – Chef Elvis

TEATRO

ARENA LITERÁRIA:

19h – Quem tem medo de monólogo?

CINEMA

ESPAÇO LITERÁRIO I:

16h – O Menino 23 – Documentário

SARAU/SHOW

ARENA LITERÁRIA:

21h – PONTO BR

22h – Encerramento da Feira

DIA 10/09 (DOMINGO)

09h – Abertura da Feira

OFICINAS:

15h – Oficina de Produção de Rap – Educação Ambiental da PMFI

16h – Oficina de Livro Bordado – Elza Mendes / Proex – Unila

19h – Microficções Latino-Americanas / Coletivo de trabalhadores da palavra Aos Que Vierem Depois De Nós – Unila

RECREAÇÃO:

09h

16h

19h

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA:

10h30 – Menina bonita do laço de fita – Aladir da Silva

FEIRA LIVRE DAS NAÇÕES – JK

10h30 – A princesa que escolhia – Cia Girolê

16h30 – A princesa espertalhona – Cia Girolê

20h30 – A princesa espertalhona – Cia Girolê

CIRCO

ARENA LITERÁRIA:

16h – Circo do Luar

PALESTRA

ESPAÇO LITERÁRIO I:

16h – Pequeno pesquisador – Débora Klippel

ESPAÇO LITERÁRIO II:

17h – Vivências de um pediatra – Jovilde Montagna

LANÇAMENTO

17h30 – Pequeno pesquisador – Débora Klippel

20h – Curva de vento – Clóvis Torres

COZINHA LITERÁRIA

19h – Cultura Gastronômica Fitness – Chef Sandro / Chef Marcelo

TEATRO

ARENA LITERÁRIA:

18h – Me dá tua mão

SARAU/SHOW

ARENA LITERÁRIA:

09h – Semana Farroupilha – Artística do CTG Estância Criola / Tertúlia Fogo de Chão

21h – Fernando Anitelli – Teatro Mágico

22h – Encerramento da Feira

 

Foto: Marcos Labanca

Deixe uma resposta