Booking.com indica Foz como segundo destino na tendência do turismo interno em 2024

Um levantamento com base nos dados da Booking.com indica que Foz do Iguaçu é o segundo destino na tendência nacional para turismo em 2024. O estudo exclusivo selecionou os oito destinos que registraram maior crescimento anual no número de reservas feitas pela plataforma que reúne mais de 1,04 milhão de acomodações para se hospedar durante férias e viagens e disponível em mais de 43 idiomas.

“Foz do Iguaçu é um destino queridinho pelos viajantes brasileiros que gostam de lugares repletos de belezas naturais”, ressalta o portal da Booking.com, ao abordar a pesquisa Previsões de Viagem para 2024, realizada com um grupo de adultos que planeja viajar a lazer ou a negócios nos próximos 12 a 24 meses. No total, 27.730 pessoas em 33 países e territórios participaram. As entrevistas on-line foram em julho deste ano.

Para entrar na estatística, os destinos tinham que estar entre os 1.000 mais reservados por brasileiros na plataforma entre 1º de agosto de 2022 e 31 de julho de 2023. A lista foi ordenada por aumento anual, com uma leve curadoria dos destinos para garantir a distribuição geográfica. Na pesquisa, Foz do Iguaçu aparece atrás apenas de Olímpia, no interior de São Paulo e à frente de Petrópolis (RJ), Poços de Caldas (MG), Brasília (DF), Teresina (PI), Ouro Preto (MG) e Blumenau (SC).

Características
Entre os atrativos de Foz do Iguaçu, a Boking.com cita o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu e é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco e uma das sete maravilhas naturais do mundo, que atrai pessoas de todas as partes do país e do mundo e impressiona pela potência das águas. De acordo com o estudo, a unidade de conservação é ideal para 86% dos turistas do país. “(Eles afirmaram) que estar perto da água traz uma sensação imediata de relaxamento”.

As Cataratas do Iguaçu, na fronteira compartilhada entre Brasil e Argentina, tem uma vazão média de 1,5 milhão de litros de água por segundo e é o principal termômetro do turismo da Tríplice Fronteira, junção territorial que inclui ainda o Paraguai. De janeiro a novembro deste ano, quase 1,7 milhão de pessoas foram até o atrativo. A visitação histórica foi registrada em 2019, ano anterior a pandemia, com mais de dois milhões de ingressos.

Mais atrativos
Além disso, lembra a plataforma, há ainda várias outras atrações no destino, como um parque focado na preservação de aves, tours de barco pelas águas abaixo das Cataratas ou mesmo um passeio pela usina hidrelétrica de Itaipu, construída entre Brasil e Paraguai no leito do Rio Paraná. Pela barragem, é possível ainda fazer uma visita técnica até o leito do rio. O Complexo Turístico de Itaipu oferece outros passeios como o Refúgio Biológico Bela Vista, ciclismo e museu.

A região de Foz do Iguaçu abriga três pontes internacionais, duas unindo Brasil e Paraguai (uma estaiada) e outra unindo Foz do Iguaçu à Puerto Iguazú, na Argentina. O Marco das 3 Fronteiras, próximo a foz dos rios Iguaçu e Paraná, onde se encontram os três países, além de um obelisco centenário, é dotado de um complexo que reúne artesanato, espetáculos musicais e de dança da cultura dos três povos e o melhor da gastronomia da região. A cidade tem um parque hoteleiro com mais de 28 mil leitos em hotéis, resorts e pousadas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp